Alunos de cursos do Cedup fazem visita à Acic | TN Sul

0

Criciúma

Trezentos alunos dos cursos técnicos de Administração e de Comércio, do Cedup Abílio Paulo, tiveram uma atividade especial. Em visita à Associação Empresarial de Criciúma (Acic), os estudantes foram recebidos pelo presidente Valcir José Zanette e pela diretora executiva da entidade, Maria Julita Volpato Gomes.

Além de conhecer a estrutura e diversas ações desenvolvidas pela Acic, as turmas receberam informações sobre a Rede de Talentos da entidade, detalhada pela líder do setor de relacionamento da Acic, Juliana Nascimento Melo, além de participar de palestras, entre outras atividades.

Após serem encaminhados ao auditório Jayme Antônio Zanatta, os alunos tiveram a oportunidade de conhecer a trajetória profissional do presidente da Acic, que reforçou a importância da educação e da qualificação profissional. “O Cedup é uma referência na região, ao oferecer o ensino médio e o profissionalizante juntos. Isso abre também a possibilidade de estágios. Continuem seus estudos, façam estágio, aproveitem as oportunidades. Sejam empreendedores na sua vida, sejam empreendedores na sua profissão. Vocês podem ir muito longe”, incentivou Zanette. “Vocês serão os futuros gestores das empresas, os futuros gestores deste país. Por isso é tão importante estarem aqui. Ter vocês na Acic faz parte de um projeto que a entidade tem de acolher, de estimular e de influenciar os cursos profissionalizantes. Desde o ano passado, o presidente Valcir está numa jornada de conhecer as instituições de ensino que têm programas de profissionalização”, acrescentou a diretora executiva da entidade, Maria Julita Volpato Gomes.

Mercado de trabalho

Especialista em gestão de pessoas, a psicóloga Tânia Aquino foi convidada a abordar aos alunos as exigências do mercado de trabalho e a forma como a educação pode auxiliar a ter uma carreira profissional bem sucedida. “O mercado busca profissionais que se diferenciam. Com uma formação de qualidade, com fluência em outros idiomas, capacidade de pensar digitalmente, conhecer e lidar com tecnologia no dia a dia, perfil empreendedor, que busca e adquire conhecimentos, experimenta novas práticas e é capaz de se adaptar aos diferentes movimentos e mudanças”, pontuou.

Tânia também explanou sobre as soft skills, habilidades e atitudes que fazem diferença junto ao mercado, sobre a inteligência emocional, além de explicar como elaborar um currículo excelente e orientar sobre o comportamento nas entrevistas de emprego.

Empreendedorismo

O empreendedorismo norteou a conversa do diretor de Desenvolvimento Econômico de Criciúma, Aldinei Potelecki, com os estudantes. “Ter uma mentalidade empreendedora é saber transformar as adversidades em oportunidades; é ir atrás das oportunidades, saber calcular os riscos, ser aberto a novas experiências, ter desejo de crescimento, perseverança e execução”, apontou. “Ser empreendedor não é só ter o próprio negócio. Dentro do local onde trabalha, vocês também precisam ter essas atitudes. Muitas vezes é necessário mudar a nossa mentalidade para ter sucesso na vida e alcançar os nossos objetivos”, completou Potelecki.

Avaliação dos professores

Professor nas disciplinas de Gestão de Pessoas, Práticas Trabalhistas, Contabilidade Gerencial e Contabilidade de Custos, Eder Morona considerou a iniciativa da visita muito positiva. “Para eles, foi um aprendizado de muitíssima importância. Conseguimos mostrar, por meio da fala de outras pessoas, que tudo o que eles aprendem lá acontece aqui fora. Conhecer o mundo fora dos muros da escola tem sido uma experiência incrível para os alunos”, avalia.

A professora das disciplinas de Administração e Comércio, Maria Izanete Martins, ressaltou a relevância dessa experiência para os estudantes. “Esta oportunidade é de extrema importância para os alunos que estão se preparando para ingressar no mercado de trabalho. Sem dúvida, as lições aprendidas hoje os ajudarão a se preparar melhor para buscar uma posição no mercado. Esse tipo de experiência oferece novas perspectivas para o futuro deles”, considera.

Avaliação dos estudantes

A estudante do curso técnico de Administração, Jhemili Rodrigues, de 17 anos, aprovou a experiência. “Todos os conhecimentos compartilhados nesta manhã me ajudaram a ganhar uma visão mais clara, orientando-nos sobre o caminho a seguir nesta fase da vida em busca das primeiras oportunidades de trabalho. Pretendo cursar Direito, mas antes disso, estou em busca de uma colocação no mercado”, conta. “Foram muitos aprendizados. Muitos conhecimentos que, com certeza, nos ajudarão nesse momento tão importante. Foi tudo incrível nesta manhã”, ressalta Camile Duarte, de 18 anos, também estudante do curso técnico de Administração.

A estudante Ana Xavier de Oliveira, de 17 anos, que está prestes a concluir o curso técnico de Administração, compartilha que decidiu empreender. “No início do Ensino Médio, já fazia doces para vender na escola. Posteriormente, iniciei um estágio em um cartório e agora decidi oficialmente empreender, abrindo uma empresa de doces. O curso nos proporciona uma base muito grande de como montar um negócio, e estou muito entusiasmada com isso”, relatou.

Source link

Leave A Reply

Your email address will not be published.