Associação de idosos de Içara recebe Prêmio Zilda Arns | TN Sul

0

Instituído pela ONU, o Dia Nacional e Internacional da Pessoa Idosa é celebrado em 1º de outubro e, nesta quarta-feira (25), foi entregue o Prêmio Zilda Arns, em reconhecimento ao trabalho de pessoas e instituições que se dedicam à defesa dos direitos das pessoas idosas. Indicada pela vice-líder do governo na Câmara, Ana Paula Lima, a Associação dos Aposentados, Pensionistas e Idosos de Içara recebeu a menção honrosa na solenidade em Brasília, entregue pela deputada federal ao presidente da instituição, Severiano Antônio Valentin.

De acordo com Ana Paula Lima, o prêmio é uma forma de reconhecimento às pessoas e instituições que contribuem ativamente não apenas na defesa dos direitos das pessoas idosas, mas que transformam a vida dessas pessoas com momentos de alegria, afeto e carinho. “As Associações fazem um trabalho de socialização e de carinho que transforma a vida da pessoa idosa, acabando com a tristeza e depressão que pode surgir nesta fase da vida de pessoas que ficam muito solitárias, mas que possuem grandes ensinamentos de valor inestimável”, ressalta.

A instituição do município da região carbonífera de Santa Catarina dedica-se há 24 anos à defesa e assistência dedicada a pessoas idosas. “Reconhecer o trabalho de quem se dedica aos idosos é valorizar nossa história. As pessoas idosas são a nossa fonte, o nosso elo entre gerações, são eles que nos ligam ao passado e também ao presente. É uma reverência genuína aos que construíram a história e a quem devemos nosso fraterno amor,” destaca Ana Paula Lima.

Confira os agraciados do Prêmio Zilda Arns 2023:
• Associação dos Aposentados, Pensionistas e Idosos de Içara – Içara/SC
• Lar da Vovó – Belo Horizonte/MG
• Papa Francisco (Jorge Mario Bergoglio) – Vaticano/Itália
• Teatro para Melhor Idade – Rio de Janeiro/RJ
• Vicente de Paula Faleiros – Brasília/DF

O Prêmio homenageia Dra. Zilda Arns Neumann, médica pediatra e sanitarista que prestou grande ajuda humanitária. Irmã do cardeal Dom Paulo Evaristo Arns, arcebispo emérito de São Paulo, ela fundou e coordenou a Pastoral da Criança, a Pastoral da Pessoa Idosa e organismos de ação social da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Em 2006 teve seu nome indicado ao Prêmio Nobel da Paz. Ela era catarinense, nascida na cidade de Forquilhinha, cidade vizinha de Içara, e morreu em 12 de janeiro de 2010, em Porto Príncipe (Haiti), durante um terremoto ocorrido no local.

Source link

Leave A Reply

Your email address will not be published.