Caravaggio perde e está fora da Série B Estadual | TN Sul

0

Tiago Monte

Joinville

Foto: Fabrício Júnior CFC

A caminhada do Carava, na Série B do Catarinense, encerrou, na tarde deste sábado, ao perder por 1 a 0 para o Nação, em Joinville. O gol do jogo foi marcado por Medina aos 17 minutos do primeiro tempo. O time do Norte do Estado ainda teve um pênalti marcado, aos 29 minutos da etapa inicial, mas Paul perdeu. No segundo tempo, o Azulão melhorou, teve chance para empatar, mas não conseguiu. Assim, em função da melhor campanha, na fase de classificação, o Nação se classificou. O time de Joinville jogava por dois resultados iguais para garantir a vaga nas semifinais da Série B do Catarinense. É o segundo ano seguido que o time de Nova Veneza é eliminado pelo Nação, nas quartas de final da Segundona do Estadual.

O Nação buscava o ataque, enquanto o Caravaggio marcava alto e tentava sair em contra-ataques. Logo no primeiro minuto, Paul foi lançado, ficou cara a cara com Leo Lopes, mas estava impedido. O time de Joinville abusava dos lançamentos e o Azulão não ficava restrito à defesa. Aos cinco minutos, Luizão bateu de fora da área e Rodolfo pegou. No minuto seguinte, o goleiro Leo Lopes saiu do gol, após lançamento, e quase se atrapalhou, mas Tiago Coelho afastou. Aos sete minutos, a primeira boa oportunidade do jogo: Chan apareceu pela esquerda e cruzou rasteiro, Leo Lopes afastou parcialmente e Medina bateu, mas Victor, de forma providencial, se jogou na bola e evitou o que poderia ser o primeiro gol do jogo. Se salva o Caravaggio. No minuto seguinte, Paul cobrou falta, no bico da grande área, pela direita, e Leo Lopes fez grande defesa, no ângulo superior esquerdo. Escanteio. Na cobrança, a bola saiu pela linha de fundo. Aos 11 minutos, Sabella derrubou Chan pela esquerda. Falta. Na cobrança, a zaga tirou. Aos 14 minutos, Paul recebeu pela direita e bateu forte, mas a bola saiu. O time de Joinville tentava buscar o gol e pressionava o Azulão.

Aos 17 minutos, a pressão do Nação deu resultado: Pedro Isidoro arrancou pela esquerda, passou pela marcação de Rafael Favero e cruzou para Medina, de letra, desviou e enganou o goleiro Leo Lopes para fazer 1 a 0 para o time de Joinville. A partir daí, o Caravaggio tentou sair para o ataque, mas passou a ceder espaço na defesa. Aos 22 minutos, Bruno Ritter foi derrubado perto da meia lua. Falta. Rômulo bateu, mas a bola subiu e saiu. Aos 29 minutos, Tony Love invadiu a área e foi derrubado. Pênalti. Na cobrança de Paul, Leo Lopes pegou e evitou o segundo gol do Nação. O Caravaggio encerrou a etapa inicial perdendo por 1 a 0, após começar mal a etapa inicial e sofrer pressão do time de Joinville, que foi melhor na etapa inicial.

Pressão sem resultados na etapa final

No segundo tempo, o Caravaggio tentou a recuperação, melhorou um pouco, mas deixou espaço para o time da casa. Aos 15 minutos, Renê cruzou e Tony Love cabeceou, sozinho, mas a bola saiu, passando muito perto da trave de Leo Lopes. Na sequência, Vini Souza ficou na frente do goleiro do Azulão, mas o camisa 1 pegou. Duas chances do Nação em menos de dois minutos.

Aos 22 minutos, Rômulo cruzou e Bruno Ritter, sozinho, na primeira trave, cabeceou pela linha de fundo. A bola passou perto da trave, mas não entrou. Grande chance desperdiçada pelo Azulão.

Na metade final do segundo tempo, o Caravaggio tentou pressionar o Nação, se jogou para o ataque, mas não teve forças para igualar, apesar da superioridade. Aos 42 minutos, o goleiro Leo Lopes foi expulso, após forçar a saída de um jogador do Nação. O Caravaggio não tinha mais substituição para fazer e teve que colocar Matheus Cândido, jogador de linha, no gol. Aos 48 minutos, Bruno Ritter perdeu um gol incrível e jogou fora a última oportunidade de igualar. No final, o Azulão da Montanha acabou derrotado e foi eliminado da Série B do Catarinense.

Source link

Leave A Reply

Your email address will not be published.