Governo federal reforça segurança para 7 de Setembro | TN Sul

0

A Abin (Agência Brasileira de Inteligência) atuará de forma preventiva na identificação de ameaças e de possíveis incidentes no desfile do 7 de Setembro, na Esplanada dos Ministérios, em Brasília.

Um centro de monitoramento será montado com o objetivo de “prover consciência situacional acerca dos eventos”, segundo a Abin, contando com outros órgãos de segurança da Presidência da República e do governo do Distrito Federal.

As superintendências estaduais da agência também vão trabalhar no acompanhamento dos eventos cívicos em outras capitais.

Na avaliação do ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, a expectativa é que o desfile ocorra em clima de “tranquilidade” e “concórdia”. Dino destaca que o esquema de segurança estará reforçado.

“Não há, até agora, nenhuma indicação objetiva de que o 7 de Setembro seja marcado por algum tipo de ataque. Infelizmente há, daqui, de acolá, cards na internet, isso demanda um acompanhamento”, explica.

“No que se refere à capital do país, demandei ao governo do Distrito Federal um cuidado especial. A governadora em exercício [Celina Leão] esteve conosco e nos demandou apoio da Força Nacional, e há mobilização própria das Forças Armadas”, afirmou o ministro, nesta segunda-feira (4), durante evento de lançamento do PAS (Programa de Ação na Segurança) e do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci 2), em Vitória.

Dino acrescentou que protestos pacíficos serão tolerados. “Pode haver alguém que eventualmente resolva protestar, e a gente frisa que a liberdade de expressão protege a manifestação pacífica. Se houver uma pessoa que proteste pacificamente, é claro que ela está no exercício regular do direito. Mas nós não vamos permitir que haja repetição dos terríveis atos de 8 de janeiro”, destacou, se referindo aos atos golpistas que destruíram as sedes dos Três Poderes, no início do ano.

Participação das Forças Armadas no 7 de Setembro

O MJSP (Ministério da Justiça e Segurança Pública) atenderá ao pedido da governadora em exercício do DF (Distrito Federal), Celina Leão, e disponibilizará a Força Nacional de Segurança Pública para reforçar a segurança e prestar apoio durante o desfile de 7 de Setembro.

A solicitação foi feita ao secretário executivo do Ministério, Ricardo Capelli, após o governo do DF ser alertado sobre a existência de vídeos nas redes sociais com ameaças de possíveis atos de vandalismo durante o feriado nacional.

“Recebemos o pedido da governadora em exercício e iremos disponibilizar a Força Nacional para atuar de forma preventiva e cooperativa. Teremos uma bela festa”, diz.

Na última sexta-feira (1°), o governo do DF criou o GMI (Gabinete de Mobilização Institucional) que se reuniu pela primeira vez nesta segunda-feira para alinhar a estratégia de atuação durante o evento.

Para o secretário de Segurança Pública do DF, Sandro Avelar, o objetivo é garantir que as celebrações ocorram de forma pacífica e segura.

“Elaboramos um material detalhado, com base em informações dos setores de inteligência e sob a chancela de todos os envolvidos, o que mostra a integração que já faz parte de nossas ações”.

Efetivo

Ao todo, estarão de prontidão cerca de 2 mil militares da PMDF (Polícia Militar do Distrito Federal) de unidades especializadas – como Cavalaria, BPCães e Bope – e 500 policiais civis do Distrito Federal, como a DOE (Divisão de Operações Especiais) e a DOA (Divisão de Operações Aéreas).

O Detran (Departamento de Trânsito) do DF também atuará na organização do fluxo de veículos no centro da cidade. Já o Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal fará a prevenção de incêndios e contará com equipes de militares especializados em atendimento pré-hospitalar, se necessário.

Avelar adiantou que, se preciso, o planejamento do Protocolo de Operações Integradas prevê a possibilidade de ajustes e mobilização para atuação em diferentes cenários: “além do efetivo escalado para atuar no local, teremos equipes de sobreaviso. O objetivo é garantir que essa celebração ocorra de forma pacífica e segura.”

*Via ND+

Source link

Leave A Reply

Your email address will not be published.