Indicação na Alesc pode asfaltar estrada no Ermo | TN Sul

0

Araranguá/Ermo
Maíra Rabassa
cidades@tnsul.com

Uma via centenária, que escoa grande parte da produção agrícola das comunidades ao seu entorno, padece de pavimentação urgente, um pedido que dura décadas e que, talvez agora, comece a sair do papel. Está em tramitação na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), um pedido de urgência de medidas administrativas para a pavimentação asfáltica da rodovia que interliga o município de Ermo à SC-447 (em Araranguá). A indicação partiu do gabinete do deputado petista, Neodi Saretta, atendendo as reivindicações da população da região.

ENGENHARIA

Conhecida como Estrada da Itopaba, a via conta com pouco mais de 17 quilômetros não asfaltados e não teria um grande custo para as obras, já que o trecho já conta com uma base de infraestrutura. “Não exige aterros ou grandes intervenções de engenharia para realizar a obra. Tem uma fundação bastante sólida e apenas quatro pontes de pequeno porte sobre os braços do rio”, destaca o deputado estadual. A rodovia corta as comunidades de Forquilha Grande, Linha Teixeira, Itopaba, Taquaruçu (Araranguá) e Taquaruçu (Ermo). “Não vai impactar somente o município de Ermo, mas toda a região. Vai beneficiar também a população das cidades de Jacinto Machado e Timbé do Sul”, ressalta Saretta.

No percurso da rodovia existe uma produção de 280 mil sacas de arroz, 130 mil de frangos (a cada 40 dias), produção de leite, moranga, milho, maracujá, hortifruti, fumo, trigo, soja, além da produção de gado. “A pavimentação asfáltica da rodovia busca proporcionar mais seguranças aos seus usuários, facilitando o escoamento da produção local, melhorando a economia dos municípios, assim como, proporcionando uma melhor qualidade de vida dos seus moradores. O atendimento do pleito se faz urgente e é muito aguardado por lideranças locais e pela população”, comenta.

Foto: Nilton Alves/TN

Rodovia com intenso movimento de pessoas

A via também é utilizada por trabalhadores de diversas áreas de atuação que se deslocam para outras cidades para suas atividades laborais. A rodovia inicia na SC-447, que liga Araranguá à Meleiro e finaliza no Centro de Ermo. Os moradores que utilizam a estrada se deslocam principalmente para Araranguá, Ermo, Meleiro, Turvo, Jacinto Machado e Criciúma.

“A pavimentação para nós é de suma importância. É uma estrada que os tropeiros passavam por aqui. Hoje temos uma estrada de seixo rolado, que gera muitos buracos e que não tem manutenção do Estado. A pavimentação vem facilitar no transporte de pessoas e produções. São anos de luta e vai nos ajudar muito. Pedimos também o apoio das lideranças políticas da região para nos ajudar nessa luta”, finaliza Lilian Leonardo, moradora e membro da comissão que busca a pavimentação.

Leia mais matérias completas na edição desta segunda-feira, dia 30, do jornal impresso Tribuna de Notícias. Ligue para 48 3478-2900 e garanta sua assinatura.

Source link

Leave A Reply

Your email address will not be published.