Michelle esqueceu joias embaixo da cama em viagem para funeral da rainha | TN Sul

0

A ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro esqueceu joias embaixo da cama na Embaixada do Brasil em Londres durante viagem para participar do funeral da rainha Elizabeth 2ª, em setembro de 2022, segundo troca de emails de ex-ajudantes de ordens de Bolsonaro. Os itens, que estavam dentro de uma caixa de papelão, foram encontrados embaixo da cama onde ela e o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) ficaram hospedados. A assessoria de Michelle nega que os objetos pertenciam a ela. 

O email — que compõe parte da documentação em mãos da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do 8 de Janeiro — narra que “caixa de papelão, contendo joias da PM [primeira-dama], foi esquecida embaixo da cama do quarto do PR [presidente da República]” em 18 de setembro. Os itens foram enviados ao Palácio do Planalto e entregues a uma assessora de Michelle, procedimento “devidamente autorizado” pelo tenente-coronel Mauro Cid, ex-ajudante de ordens de Bolsonaro. 

Foto: Reprodução

A assessoria de Michelle negou que joias foram esquecidas pela ex-primeira-dama e alegou que o relatório contendo essas informações foi redigido de forma “equivocada”. “Informamos que, ao que tudo indica, trata-se de um embrulho (junto com um papel escrito) que teria sido entregue em Londres a uma das assessoras da primeira-dama, durante a rápida dinâmica de deslocamento e comparecimento da comitiva aos eventos, por uma pessoa que, salvo engano, se encontrava na multidão próxima ao local por onde passaria o casal presidencial”, narra a assessoria. 

A defesa é de que se tratava de um presente destinado ao príncipe Charles e não a Michelle, mas que a assessora “num gesto de gentileza e consideração, apenas recebeu o embrulho e o levou para Embaixada do Brasil para que, posteriormente, fossem adotadas as medidas cabíveis pelos servidores responsáveis”. 

A assessoria não detalhou como o embrulho chegou ao quarto do presidente. O pacote, segundo a nota, continha um “adereço artesanal” e foi trazido ao Brasil por engano e entregue a um dos diplomatas que serviam à Presidência para ser levado à Embaixada do Brasil em Londres, assim que o equívoco foi percebido. “A partir desse momento, nem as assessoras nem dona Michelle receberam mais informações sobre o caso”, finaliza a nota.

*Via Portal R7

Source link

Leave A Reply

Your email address will not be published.