Polícia local confirma três mortos em tiroteio em Roterdã, na Holanda | TN Sul

0

A polícia confirmou a morte de três pessoas em um tiroteio em uma sala de aula que fica em um campus de um hospital universitário em Roterdã, na Holanda, nesta quinta-feira (28), segundo o jornal holandês De Telegraaf. As vítimas são uma mulher de 39 anos, a filha dela, de 14, e um professor da universidade Erasmus, de 46. Em um primeiro momento, a informação era de que a filha havia ficado gravemente ferida. A motivação do crime é desconhecida.

“Não podemos dizer nada sobre a motivação deste ato terrível neste momento. A investigação ainda está em curso”, declarou o procurador-geral Hugo Hillenaar.

Segundo a polícia, o suspeito, um residente de Roterdã, de 32 anos, foi preso. Ele é estudante da Erasmus e conhecido dos agentes por uma condenação por crueldade animal.

Os agentes o descreveram como um homem alto e de cabelos pretos. No ato do crime, ele vestia roupa de combate e levava uma mochila. Não há indícios de um segundo atirador.

Tiros foram disparados no Rotterdam Medical Centre e em uma residência. Incêndios irromperam em ambos os locais.

“Os dois tiroteios em Roterdã causaram mortes. Informaremos as famílias com antecedência e depois daremos mais explicações”, afirmou a polícia na rede social X (antigo Twitter).

Os policiais estavam entrando nas instalações do hospital universitário em busca de possíveis vítimas ou pessoas escondidas, informou a agência de notícias holandesa ANP.

“Este é um dia muito sombrio”, disse a ministra interina da Justiça e Segurança, Dilan Yesilgöz, citada pelo De Telegraaf.

Roterdã costuma ser cenário de tiroteios, geralmente atribuídos a acertos de contas entre quadrilhas de narcotraficantes rivais. Em 2019, três pessoas foram mortas a tiros em Utrecht, cidade vizinha de Roterdã.

*Via Portal R7

Source link

Leave A Reply

Your email address will not be published.