Professor: gratidão aos que auxiliam na formação das pessoas  | TN Sul

0

Alexandra Cavaler

No Dia do Professor, uma homenagem aos homens e mulheres que tem como vocação lecionar e, assim, inspirar cada um que passa por suas vidas

Se há alguém neste mundo, além dos nossos pais, que merece respeito e admiração, e a quem devemos render inúmeros agradecimentos é o professor. Eles que tem no dia 15 de outubro uma data especial reservada para celebrações. Por isso, hoje, vamos contar um pouco sobre a história de Diego Piovesan Medeiros, professor nos cursos de Design, e Comunicação e Negócios na Unisatc e iniciou sua jornada em 2008. Ele que também foi escolhido, em 2022, como um dos professores mais criativos do Brasil.

Diego leciona as disciplinas de Design da Informação, Gamificação, Design de Serviços e Storytelling. Formado em Publicidade e Propaganda, com mestrado e doutorado em Design, ele conta que a influência de familiares o levou à escolha da profissão. “Tive familiares professores que me inspiraram e me inspiram até hoje. Assim como na graduação em Publicidade e Propaganda, tive professores inspiradores, mas recordo como se fosse hoje do prazer que eu senti em explicar e apresentar um conteúdo para colegas que não haviam entendido. Neste momento percebi que isso era algo que me deixava com brilho nos olhos. Além disso, sempre conciliei o mercado de trabalho, no período diurno, com as aulas à noite”, explicou.

Guilherme Peres Borba, aluno da 6º fase faço do curso de Publicidade e Propaganda, revela que Diego é diferente nas dinâmicas em sala de aula. “Ter aula com o Diego é diferente. Ele consegue prender a tua atenção de um jeito incrível, uma verdadeira jornada de conhecimento, sabe? Ele te instiga a ir atrás, a pensar, a fazer, a ver as coisas de outras perspectivas. E tudo sempre de uma forma prática, leve e fácil de entender. Sempre atencioso, tira dúvidas, brinca e ri junto. Ele é incrível assim, é realmente muito gratificante ter aula com eles”.

O sentimento é ratificado por Alan Silveira da Silva, também da 6º fase, mas do curso de Design. “Diego é um professor muito inspirador, criativo e humilde. Além de ser um grande designer, ele transcende a profissão e instiga os alunos a pensar além do primeiro plano. Seu trabalho vai além da sala de aula e influência diretamente na carreira e vida pessoal daqueles que tem contato com ele. Seu constante feedback em sala de aula e sua preocupação com os alunos garantem o desenvolvimento da turma, como um grupo. Ele também proporciona ferramentas criativas, debates e trabalhos sempre muito interessantes, utilizando uma linguagem atual e que, de fato, conversa com os alunos. Ele vai além de falar, ele explora nosso entendimento”, declarou entusiasmado.

O reconhecimento que veio da criatividade

Questionado sobre o sentimento que teve ao saber que está entre os professores mais criativos do Brasil, Medeiros fala de felicidade e reconhecimento. “Quando recebi a notícia, em 2022, fiquei muito feliz, pois a premiação é um reconhecimento das práticas que eu venho fazendo há anos”, assinalou, revelando o que pode tê-lo levado à essa conquista: “Acredito que minha inquietude em sala de aula e em perceber o impacto das ferramentas e práticas que desenvolvo com meus alunos e nos conteúdos que leciono. Logo que eu estava no mestrado prometi a mim mesmo que não seria um professor que repete conteúdo, mas sim um educador que cria conteúdo, que renova o que aborda com os alunos e que os coloca sempre em movimento”.

Para ser considero criativo a nível nacional, o professor conta que cria ferramentas e dinâmicas práticas com os alunos. “Preparo gamificação, frameworks, cartas, conecto meu conteúdo com o entretenimento (filmes, histórias, Histórias em Quadrinhos e jogos). E uno isso ao conteúdo da disciplina. E quando faz sentido para as dinâmicas faço uso de instrumentos musicais ou músicas, entre outros, pois sempre me preocupo com o contexto em que o conteúdo estará inserido e planejo como posso potencializá-lo com uma experiência mais imersiva”, ressalta Diego.

A prática e a teoria se unem com o mesmo propósito

Quanto às aulas, o doutor em Design destaca que as mesmas transitam entre o prático e o teórico, mas sempre com um contexto que trabalha o questionamento, o mão na massa, o olhar para o outro. “Ensino muito da minha humanidade, além do conteúdo técnico em questão, pois não quero formar (colocar em uma forma), meus alunos. Eu quero que eles saiam transformados”.

Para encerrar o enredo que trouxe um pouco da história do professor Diego Piovesan Medeiros, o mesmo fala de gratidão. Ele reconhece que sem as parcerias impactam positivamente o seu cotidiano. “Tenho troca ativa com meus colegas na Unisatc também. Aplico projetos integradores com outros professores e nos ajudamos muito. Inclusive, não posso levar o crédito por ser criativo sem citar o quanto sou impactado todos os dias pelos meus colegas professores e pelos meus alunos”, concluiu.

Origem do dia do professor

No Brasil, a criação do Dia do Professor está associada com a Lei de 15 de outubro de 1827, assinado por D. Pedro I. Nesse documento, ficou estabelecido que em todas as cidades do país seriam construídas escolas primárias de ensino elementar. Na época, elas eram chamadas de “Escolas de Primeiras Letras”.

Contudo, a comemoração começou somente 120 anos depois. Foi, portanto, em 1947 que se formou a “Comissão Pró-oficialização do Dia do Professor” transformando o projeto na Lei Estadual nº 174.

A primeira comemoração ocorreu na cidade de São Paulo e foi encabeçada pelo educador Salomão Becker, que ficou conhecido por suas célebres frases: “Professor é profissão, educador é vocação” ; “Em Educação, não avançar já é retroceder.”

Dia do Professor, 15 de outubro, data em que se celebraa importância dos profissionais da educação que auxiliam na formação de diversas pessoas.

Source link

Leave A Reply

Your email address will not be published.