Professora atraiu aluno de 14 anos com lanche do McDonald’s para sexo em estacionamento

Um educadora assistente abusou sexualmente de um estudante de 14 anos. Para tal prática, essa professora atraiu o adolescente com seus gostos favoritos: Um lanche do McDonald’s e alguns doces.

De acordo com uma testemunha que não quis se identificar, a professora que se chama Hannah Harris, de 23 anos, também incentivou o estudante a fumar maconha dentro do seu próprio carro.

Os abusos sexuais ocorreram há 2 anos, na oportunidade, a professora tinha 21 anos e trabalhava em uma escola em Henlow (Inglaterra). Com o exposto do caso, e revolta da população, a educadora foi recentemente condenada a seis anos de prisão.

Conforme com informações repassadas pela polícia, após oferecer os agrados, Hannah levou o adolescente até um estacionamento de uma filial da Wilko, rede de varejo britânica que comercializa utensílios domésticos, onde praticou os abusos no aluno.

Hannah Harris

Para se aproximar do adolescente sem levantar suspeitas dos pais, a professora assistente se fez passar pela mãe de Kayla, namorada fictícia do jovem.

Sua conduta teve um efeito devastador sobre a vida desse jovem“, informou, Caroline Wigin, a juíza que proferiu a sentença.

Professora é acusada de abusar de aluno após baile de formatura

Outro caso que também ganhou grande destaque nas mídias sociais foi o caso da professora escocesa que está sendo acusada de abusar sexualmente de um de seus alunos do ensino médio após o baile na Gleniffer High School, em Paisley.

O episódio aconteceu em 2017 no Premier Inn Hotel. Na oportunidade, Melissa Tweedie teria negado a acusação e dito à escola que, após a festa, ela teria ido para casa.

Diante do exposto, a professora chegou a ser investigada, no entanto, não havia provas suficientes para que provassem os abusos. A vítima, que não teve o seu nome divulgado, teria na época 18 anos e estava embriagado, assim como a professora.

Neste ano, todavia, o caso foi reaberto e o jovem confirmou ter ingerido bebidas alcoólicas com Melissa e ido para um dos quartos do hotel. Em uma entrevista cedida ao jornal Sun, o jovem disse não ter conhecimento de como a professora apareceu em seu quarto. “Não convidei a professora ao hotel. Não sei como ela apareceu lá.” O segue sendo investigado.