Serial Killer ataca novamente, faz novos reféns e os obrigam a fumar mac0nha “precisa relaxar”

Serial Killer ataca novamente, faz novos reféns e os obrigam a fumar mac0nha “precisa relaxar”

Recentemente, a dona de uma chácara e o caseiro foram feito de reféns pelo criminoso mais procurado do momento. Nesse sentido, alguns dias ao assassinar quatro pessoas da mesma família, Lázaro Barbosa entrou na mata e tem causar medo e tensão nas áreas de Cocalzinho GO.

Ainda assim, a proprietária da chácara e o caseiro contaram detalhes sobre o momento de terror que estiveram na presença do serial killer, com arma apontada para suas cabeças

“Fica na cabeça, né? Aquela arma apontada para gente e ele fazendo exigências. Ele estava tranquilo, não estava agitado. Falou que não ia fazer nada, mas eu não confiava, por causa da arma”

Serial Killer ataca novamente, faz novos reféns e os obrigam a fumar mac0nha “precisa relaxar”

Dessa maneira, tanto a proprietária da chácara, quanto o caseiro optaram por não ter suas identidades reveladas

Além disso, a mulher revelou que ela e o caseiro ficaram cerca de 4h00 à mercê dos caprichos do assassino. O caseiro relatou que a dona da chácara teve que cozinhar para Lázaro enquanto mesmo assistir televisão. Logo após, o criminoso os obrigou a fumar maconha

“Ele fumou um baseado, depois mandou bolar outro. Aí mandou ela [dona da chácara] fumar e mandou eu fumar também”

Há mais de 13 dias , a polícia do DF juntamente com a do Goiás estão empenhandos na  estratégia de busca e apreensão para um serial killer que está agindo no estudo Federal e assustando toda a população.

Lázaro Barbosa de Souza, considerado como um dos bandidos mais perigosos do momento. Possui personalidade fria e cruel já está foragido da polícia há 12 dias. Embora tenha  quase 300 homens empenhados em lhe prender.

LEIA MAIS NOTICIAS EM:

Marina Ruy Barbosa assume namoro com deputado Guilherme Mussi, ex de Rebeca Abravanel, filha de Silvio Santos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *