Tigre: Restam seis vitórias para o acesso | TN Sul

0

Tiago Monte

Criciúma

O técnico Cláudio Tencati prometeu, logo após a derrota para o Juventude, que o Criciúma conquistaria sete vitórias, nos oito jogos finais, e obteria o acesso para a Série A do Brasileiro. O primeiro triunfo aconteceu no domingo, diante do Vitória. Desta forma, restam seis resultados positivos para que o Tigre conquiste o objetivo traçado por Tencati. “A fala dele é sobre o que ele conhece e do grupo que ele tem. Ele confia em todos. Nós confiamos. As sete vitórias passariam por hoje (domingo). Dentro de casa estamos sendo fortes, então, ele bateu no peito e, junto com os jogadores, comissão técnica e direção, vamos em busca desse objetivo. Até o momento, estamos brigando pelas quatro vagas. Temos mais sete jogos e com totais condições de conseguir as sete vitórias e, quem sabe, o acesso”, comenta o auxiliar técnico, Aléssio Antunes, após o triunfo de domingo, quando substituiu Tencati, que estava suspenso, no banco de reservas.

O Tigre tem mais de 75% de aproveitamento, em casa, na Série B. É o quarto melhor time do torneio, jogando como mandante. São 15 jogos com 11 vitórias, um empate e três derrotas (Novorizontino (0 x 1), Juventude (0 x 1) e Ceará (1 x 2)). Todos os jogos perdidos foram válidos pelo primeiro turno. 

No returno, o Criciúma tem 100% de aproveitamento no Majestoso: cinco vitórias. Restam quatro jogos em casa na competição e Aléssio lista os fatores determinantes para o bom rendimento do Tigre no Majestoso. “Um fator importante é a nossa torcida. Conhecer o gramado é importante e temos que enaltecer o nosso gramado. Caiu muita chuva e ele estava impecável: bem cuidado e trabalhado. O mais importante é a identidade que o Criciúma criou, desde o ano passado, jogando dentro de casa. No ano passado, tivemos alguns resultados negativos, mas, neste ano, estamos ainda melhores e vamos buscar mais quatro vitórias”, comenta Aléssio. Como mandante, o Tigre ainda enfrentará a Chapecoense, Sampaio Corrêa, ABC e Botafogo-SP.

Preparação para o clássico de sexta

Sem tempo para descanso, o elenco carvoeiro voltou a trabalhar na tarde de ontem. A mira está no clássico regional de sexta-feira, diante da Chapecoense, no Majestoso. E o objetivo é um só: vencer. “Não temos tempo para poder recuperar muito. Não é porque o adversário está um pouco abaixo da gente que vai ser fácil. Vai ser um jogo difícil. É um clássico regional e temos que vencer”, ressalta Aléssio.

Na semana passada, o Criciúma treinou duas vezes no Majestoso. Diferentemente do que acontecia, até então, quando o time trabalhava uma vez por semana no Heriberto Hülse. A tendência aponta para que o time trabalhe mais vezes no gramado do Majestoso até o final da Série B. “Está chegando a reta final da competição. Depois, o gramado terá, praticamente, dois meses para se recuperar e ter uma atenção maior, então, temos que aproveitar os dias da semana e trabalhar dentro do campo que vamos jogar. Teremos jogos seguidos em casa e, por isso, a intenção de treinar mais no campo. Assim, os jogadores ficam mais à vontade ainda e conseguem os resultados com mais facilidade”, comenta Aléssio.

Source link

Leave A Reply

Your email address will not be published.