Tigre: Tencati admite mudar o time titular | TN Sul

0

Tiago Monte

Fortaleza/CE

A derrota do Tricolor Carvoeiro, neste sábado, para o Ceará deve gerar uma mudança no time titular – e também no esquema tático – para o jogo do próximo sábado, diante do Sport, em Recife. O técnico Cláudio Tencati admite que vai rever a forma de atuar do time para mais um jogo fora de casa pela Série B do Brasileiro. “Vamos rever e, daqui a pouco,  a gente  pode fazer uma situação de três volantes para três atacantes e, até mesmo, situações de três volantes, com um meia e dois atacantes. Para o jogo contra o Sport, a gente vai rever e, se isso impactar pelo cognitivo que teve lá atrás: contra Vitória e ABC, que deu certo, e outros jogos que tivemos, então, também é possível essa formação”, destaca.

O treinador admite que o Criciúma começou a partida no Ceará em uma velocidade menor que o esperado. “Não podemos começar frouxo, tem que começar já a mil. Não podemos ser surpreendidos com um gol fora, como foi. Temos que estar a 100 por hora e isso eu vou dar um puxãozinho de orelhas no elenco, e em nós mesmos, para estarmos mais atentos e ligados. O prejuízo de ter que correr atrás é grande”, comenta.

Ao mesmo tempo, Tencati admite que o adversário surpreendeu o Criciúma no começo de jogo. “O adversário nos surpreendeu com um gol cedo. Já sabíamos do ímpeto que eles teriam com o novo treinador. Teríamos que sustentar isso para depois transformar em resultado em nosso favor. Não ocorreu, sofremos a derrota e ela vai nos fazer pensar para frente. Temos mais um jogo fora e vamos precisar de pontos para equilibrar na tabela. Não só em casa, porque uma hora pode enroscar em casa e a gente precisar dos resultados fora.  A gente vai ter que buscar alternativas: insistir com meias e com atacantes. Se, daqui a pouco, tivermos que voltar a jogar com três volantes, teremos que fazer. E paciência para quem vai ter que brigar pelas posições, porque, até agora, as vitórias, fora de casa, foram com essas formatações”, pontua.

Treinador evita reclamar da arbitragem

Mesmo com o gol anulado, na primeira etapa, Tencati evitou reclamar da arbitragem, mas acredita que a decisão de campo deveria ter sido mantida. “A situação do gol nosso: não tem uma imagem conclusiva e o árbitro deveria ter mantido a decisão de campo, mas paciência, né? Então, não vou falar mais a respeito de arbitragem, mas deveria ter mantido a decisão de campo. Já olhamos todas as imagens”, diz.

Para o comandante, o Criciúma equilibrou o jogo ainda no primeiro tempo. “Eu discordo só um pouquinho no quesito primeiro tempo ruim. Eu vejo o primeiro tempo com um início ruim, depois equilibrou. As ações do Criciúma, depois, foram melhores. Terminamos pressionando. Teve perigo depois do 1 a 0, titubeou em dois ou três lances, o Gustavo até pegou um lance bom, com uma defesa importante. Mas tivemos as mesmas chances: a bola rondou o gol do adversário. O goleiro fez duas defesas importantes já no primeiro tempo”, pontua.

O treinador reforça que, a partir de agora, todos os jogos serão decisivos. “Todo jogo é uma final, a margem de erro diminui. A gente sabe que tem que ter precisão, nesse momento, e disse que, se não conseguíssemos os três pontos, que a gente somasse. Ou seja, um ponto. Tiraríamos dois pontos do Ceará e somaríamos, mantendo o ritmo na tabela. É importante manter equilibrado, porque estamos no bloco da frente, mas não há dúvida que, a cada jogo que a gente perde, você enrosca e perde a chance de avançar e acumular gordura”, finaliza.

Source link

Leave A Reply

Your email address will not be published.