Tigre vence e está de volta ao G4 da Série B | TN Sul

0

Tiago Monte

Criciúma

Fotos: Celso da Luz/CEC

Uma vitória para dar moral. O Tricolor Carvoeiro retornou ao grupo dos quatro primeiros colocados da Série B. Mesmo que provisoriamente, a vitória por 3 a 0, diante do Sampaio Corrêa, na tarde deste sábado, leva o time treinado por Cláudio Tencati ao quarto lugar da competição com 57 pontos. Agora, a missão da torcida carvoeira é “secar” o Juventude, no domingo, a partir das 19 horas, diante do Vitória, na Bahia, para se manter entre os quatro primeiros da competição. O sonho do acesso segue mais vivo do que nunca. “Conseguimos os três pontos, que eram muito importantes para nós”, pontua o atacante Hygor.

O placar foi todo construído no primeiro tempo. Sem ser incomodado pelo time maranhense, o Criciúma abriu o marcador com Hygor aos 15 minutos. Aos 34 minutos, Arilson fez o segundo e Claudinho ampliou aos 48 minutos. No encerramento do confronto, a torcida carvoeira explodiu nas arquibancadas com o grito de “Vamos subir, Tigre”. “É gratificante. Agora é descansar porque temos mais um jogo difícil contra o ABC. Estamos focados no objetivo”, comenta o meia Arilson.

O Sampaio Corrêa não se amedrontou com o Criciúma – e com a casa cheia – e buscou o ataque no começo da partida. Entretanto, as primeiras jogadas de perigo foram do Tigre: aos três minutos, Hygor fez boa jogada pela direita e cruzou rasteiro, mas ninguém apareceu para completar. No minuto seguinte, Claudinho cruzou rasteiro e Hygor desviou, na área, mas para fora. Aos sete minutos, o zagueiro Rodrigo avançou pela direita e chutou firme, da intermediária, mas a bola saiu longe do gol. Aos 10 minutos, o meia Neto Paraíba percebeu o goleiro Gustavo, fora do gol, e tentou finalizar, pouco depois do meio-campo, mas a bola saiu rasteira e longe do gol. O Tigre estava lento na saída de bola e facilitava a marcação do time maranhense.

Aos 15 minutos, entretanto, o Criciúma abriu o marcador. Claudinho, Éder e Jonathan tabelaram pela direita. O camisa 13 cruzou e, na segunda trave, Hygor entrou de cabeça, venceu a marcação e marcou 1 a 0 para o Tricolor Carvoeiro. Aos 17 minutos, o volante Barreto deixou o braço no rosto de Neto Paraíba e cometeu a falta, ao lado da área, pela direita. Barreto levou o terceiro cartão amarelo e não pega o ABC, na terça-feira, dia 7 de novembro, novamente, no Majestoso. Na cobrança, Jonathan afastou. Aos 21 minutos, Fellipe Mateus cobrou falta e Marcelo Hermes apareceu livre, na área, e finalizou para fora, mas o lateral carvoeiro estava impedido. Aos 24 minutos, Neto Paraíba bateu, de pé direito, mas Gustavo pegou no cantinho esquerdo. Três minutos depois, Matheus Mancini errou a saída de bola e precisou matar o lance. O zagueiro levou cartão amarelo no meio de campo. O Tigre recuou muito, após o gol, e passou a errar lances fáceis. Aos 29 minutos foi a vez do Sampaio errar: Rafael Jansen falhou na saída de bola, deu a bola para Hygor, mas se recuperou no lance e afastou.

Aos 34 minutos, o Tigre aumentou: Éder fez boa jogada pela esquerda e tocou para Arilson, que ajeitou e bateu forte para vencer Luiz Daniel e fazer 2 a 0 para o Criciúma. É o gol de 4000 na história do Tricolor Carvoeiro no jogo de número 2900. Uma jogada de boas trocas de passes que resultou no segundo gol do Criciúma. Aos 37 minutos, Éder lançou Fellipe Mateus, mas o camisa 7, já na área, não alcançou e desperdiçou a chance para aumentar. Aos 39 minutos, Alyson finalizou, de esquerda, pouco depois da intermediária, e Gustavo espalmou para escanteio. Na cobrança, nova defesa do camisa 1 carvoeiro. Aos 46 minutos, a defesa carvoeira bateu cabeça, errou e Vinícius Alves finalizou com força, mas Gustavo pegou no meio do gol. Na jogada seguinte, o Tigre ampliou o placar: o Sampaio Corrêa errou a saída de bola, Arilson tocou para Fellipe Mateus que lançaria Hygor, mas Rafael Jansen cortou no pé de Claudinho. O camisa 27 só deslocou Luiz Daniel para fazer 3 a 0 e, praticamente, “matar” a partida aos 48 minutos do primeiro tempo.

Ritmo lento e partida administrada na etapa final

Logo no primeiro minuto da segunda etapa, Fellipe Mateus cobrou escanteio, mas a zaga tirou. O Criciúma voltou dominando a partida, como foi em grande parte do primeiro tempo. Aos cinco minutos, o goleiro Luiz Daniel sentiu uma fisgada na panturrilha e pediu substituição. Aos nove minutos, após cruzamento, Vinícius Alves cabeceou para boa defesa de Gustavo, que segurou a bola em dois tempos. O Criciúma se preservava e administrava o resultado construído na primeira etapa. Aos 12 minutos, Fellipe Mateus foi derrubado na intermediária. Éder bateu forte, direto, e a bola passou perto da trave de Thiago Braga.

Aos 18 minutos, Neto Paraíba foi derrubado na intermediária. Falta. Na cobrança de Robinho, a bola explodiu na barreira carvoeira. O Sampaio Corrêa avançou um pouco, mas não conseguia oferecer perigo ao Criciúma, que diminuiu a velocidade e apenas segurava o placar.

Aos 26 minutos, Marquinhos Gabriel tocou para Rodrigo que fez grande jogada, passou por quatro adversários, e bateu forte para a defesa firme de Thiago Braga, no meio do gol. Seria um golaço do camisa 3 do Tigre. O Criciúma tinha o jogo sob controle e ganhava confiança em campo. Aos 28 minutos, Éder deu um “chapéu” no adversário e tocou para Marquinhos Gabriel, que passou para Fellipe Mateus, mas o camisa 7 não conseguiu finalizar.

Aos 30 minutos, boa troca de passes dos jogadores do Sampaio e Neto Paraíba bateu forte, mas a bola saiu alta pela linha de fundo. Aos 36 minutos, Felipe Vizeu avançou pela esquerda e tocou para Fabinho, na pequena área, mas o camisa 11 finalizou pela linha de fundo. Chance desperdiçada para aumentar o placar. Nos minutos finais, o Criciúma apenas deixou o tempo passar e assegurou o resultado. O time está de volta ao G4 após sete rodadas e a torcida cantou em alto volume: “Outra vez na primeira, o Tigre estará!”. O sonho está vivo! “É o que a gente prometeu para a torcida, desde o começo: esse time vai brigar pelo acesso. Faltam quatro jogos e estamos brigando até o fim”, encerra o atacante Éder.

Campeonato Brasileiro – Série B – 34ª Rodada

28/10 (sábado) – 15h30 – estádio Heriberto Hülse, em Criciúma

CRICIÚMA

Gustavo; Jonathan (Cristovam), Rodrigo, Matheus Mancini e Marcelo Hermes; Barreto (Miqueias), Arilson, Fellipe Mateus e Claudinho (Marquinhos Gabriel); Hygor (Felipe Vizeu) e Éder (Fabinho). Técnico: Cláudio Tencati

SAMPAIO CORRÊA

Luiz Daniel (Thiago Braga); Lucas Mota, Ícaro, Rafael Jansen e Pará; Ferreira (Thiaguinho), Neto Paraíba, Robinho (Eloir), Riquelmo (Henrique) e Alyson; Vinícius Alves (Getterson). Técnico: Fernando Marchiori

Arbitragem: Bruno Mota Correia; Auxiliares: Michael Correia e Daniel de Oliveira Alves Pereira (trio do RJ). VAR: Paulo Renato Moreira da Silva Coelho (RJ); AVAR: Sidmar dos Santos Meurer (PR) e Cláudio José de Oliveira Soares

GOLS: Hygor (15/1T), Arilson (34/1T) e Claudinho (48/1T) (C)

Cartões Amarelos: Barreto, Matheus Mancini e Arilson (C); Ícaro, Alyson e Henrique (SC)

Cartões Vermelhos: Não houve

Público: 12.152

Renda: R$ 231.800,00

Source link

Leave A Reply

Your email address will not be published.